contato via whatsapp (085) 989561325
entre em contato (85) 32883598
nossa loja
Av. Duque de Caxias, Nº 2265

Bati meu carro e agora?

Sem dúvida é um grande transtorno se envolver em um acidente de veículo.

Seja pelos danos que pode causar a uma vida dependendo da gravidade  seja pelos procedimentos que envolve resolver essa situação.

Porém em casos de simples colisão a solução pode ser mais fácil do imaginamos. O gerente de operações e fiscalização da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), Disraeli Brasil. explica o porquê, "Aqui a gente tem essa cultura que acha que tem que ficar parado por um simples arranhão", afirma. O especialista indica o passo a passo a seguir em casos de batida e aponta: a solução pode estar a um toque no celular.

Colisões sem vítimas

1°- Voce pode realizar um Boletim de Acidente de Trânsito Eletrônico Unificado de Fortaleza (Bateu) no aplicativo AMC Móvel. A plataforma permite que os condutores possam registrar o acidente sem precisar aguardar pela chegada de uma viatura da AMC ao local. Basta se cadastrar e anexar as imagens necessárias. Após o preenchimento das informações, o veículo pode ser removido, evitando a obstrução desnecessária da passagem. Em caso de ausência de internet no momento, o usuário tem um prazo de até 30 dias após o ocorrido para registrar o boletim, no site centralamc.com.br. 2- Em casos de colisões leves, nas quais os veículos não sofreram graves danos e, portanto, podem ser realocados, é importante que o motorista o faça. Um veículo no meio da via pode causar outros acidentes. Além disso, pode representar uma infração de trânsito conforme código de trânsito brasileiro (Art. 178. Deixar o condutor, envolvido em acidente sem vítima, de adotar providências para remover o veículo do local, quando necessária tal medida para assegurar a segurança e a fluidez do trânsito: Infração - média; Penalidade - multa.) Nos casos em que o veículo não pode ser removido, o motorista deve sinalizar a área, acionar a AMC para administrar o trânsito da região e solicitar um guincho. 3- Nas ocorrências mais simples, o acordo pode ser a solução. As duas partes devem chegar à conclusão sobre a culpabilidade da ocorrência e o responsável pelo pagamento de danos, de forma justa e pacífica. O acionamento dos órgãos auxiliares pode levar bastante tempo, já que os atendimentos, no geral, são voltados para casos mais graves.

Colisões com vítimas

A primeira medida a ser tomada, nos casos mais graves, é prestar socorro à vítima. O correto é ligar imediatamente para o 190, número de atendimento aos cidadãos pela polícia militar. Deixar de prestar socorro é considerada infração gravíssima cinco vezes, com suspensão do direito de dirigir. A agilidade nesse momento é vital, já que, segundo o Relatório Anual de Segurança Viária - Fortaleza 2017, 67,8% das vítimas fatais vem a óbito com até 24h após a ocorrência.

AMC Móvel

O aplicativo da AMC foi criado para facilitar o uso de serviços relacionados ao trânsito pelos fortalezenses, além de desafogar as demandas da AMC, como acidentes graves e ações de prevenção. Além do Boletim de Acidente de Trânsito Eletrônico Unificado de Fortaleza (Bateu), por meio do qual o usuário pode registrar colisões sem vítimas, o aplicativo disponibiliza que o usuário recorra a uma multa, verifique se seu carro foi rebocado, acompanhe investimentos feitos no trânsito da cidade e demais solicitações ao órgão. Os dados registrados no aplicativo são analisados pela AMC e posteriormente, caso válidos, são disponibilizados para impressão. Acidentes em estacionamentos privados não são válidos para cadastro no app.

Os custos do acidente

No geral, o responsável pela colisão deve arcar com os custos dos danos materiais. Se o motorista responsável pelo acidente for segurado, ele deve acionar a empresa e informar o ocorrido. É importante a reunião de fotos do veículo, do local e de testemunhas. A C. Rolim concorda com as informações prestadas pelo representante da AMC porém, entende os motivos pelos quais levam muitas pessoas a aguardarem o Juizado. Quando não é possível apontar prontamente o culpado pelo acidente existe a dificuldade em se assumir a responsabilidade e isso gera insegurança nos envolvidos. Outro fator é a falta de confiança que o culpado irá arcar efetivamente com o prejuízo. Com o Juizado Móvel acredita-se que você terá um documento que poderá ser utilizado para ajuizar o culpado pelo acidente e isso representa uma maior “segurança” jurídica. Essas incertezas ocorrem principalmente quando as pessoas não possuem seguro. Quando se contrata um seguro (principalmente com cobertura compreensiva), a pessoa tende a ficar mais tranquila porque existe uma proteção quer para o seu veículo quer para o terceiro (quando contratado em apólice) isso contribui para uma resolução mais rápida e prática de qualquer problema.
Material extraído do link abaixo: https://www.opovo.com.br/jornal/popveiculos/2019/04/24/o-que-fazer-depois-de-bater.html